O que são águas residuais?

O que são águas pluviais?

O que é um sistema de drenagem?

Como é constituído um sistema de drenagem?

Quais são os sistemas de drenagem que existem no concelho?

Quais são as bacias de drenagem que existem no concelho?

Quem é responsável pelos sistemas de drenagem do concelho?

Quantos habitantes são servidos pelos sistemas de drenagem?

Qual a quantidade de águas residuais produzidas no concelho?

 

 

 

 

 

 

O que são águas residuais?

 

Águas residuais são os efluentes líquidos (esgotos) produzidos pelas actividades humanas, que têm que ser recolhidos para ter um tratamento adequado numa ETAR, antes de serem reutilizados e/ou devolvidos ao meio ambiente.

 

As águas residuais são classificadas, de acordo com a sua origem, em:

  • Águas residuais domésticas – águas residuais de prédios (residências e serviços, como por exemplo lojas), essencialmente provenientes das necessidades fisiológicas humanas e de actividades caseiras;

  • Águas residuais industriais – águas residuais de indústrias.

 

NOTA: A água de abastecimento, ao ser utilizada pelas actividades humanas, transforma-se
em água poluída, isto é, em água residual. Isto porque as características físicas, químicas e bacteriológicas da água de abastecimento são alteradas, de tal forma que se torna inviável
a sua utilização para o uso a que se destina. Assim, deve-se usar a água de um modo eficiente porque, para além de se diminuir a quantidade de água retirada dos recursos hídricos,
diminui-se a quantidade de águas residuais produzidas. Neste âmbito, as indústrias devem utilizar tecnologias pouco ou nada poluentes e proceder à reutilização das águas residuais.

 

As águas residuais devem ter um tratamento adequado numa ETAR, cumprindo os parâmetros
de qualidade estabelecidos na respectiva legislação, de modo a não provocarem alterações no meio receptor.

 

 

 

O que são águas pluviais?

Águas pluviais são águas da chuva que não se infiltram no solo e que têm que ser
recolhidas e conduzidas para uma linha de água. Estas águas não devem ser misturadas
com as águas residuais, para não ser necessário tratar grandes quantidades de água.

 

NOTA: Normalmente não são conduzidas para uma ETAR ou fossa séptica, porque os órgãos de tratamento não estão preparados para receber grandes quantidades de água. No entanto,
quando o meio receptor é uma zona sensível, sujeita às substâncias poluentes que podem
ser arrastadas com a água da chuva (por exemplo, óleos acumulados nas estradas e recintos),
as águas pluviais devem ser tratadas numa ETAR, preparada para as receber sem problemas
de funcionamento.

 

 

 

O que é um sistema de drenagem?

Um sistema de drenagem (sistema de saneamento de águas residuais) é o conjunto de equipamentos e instalações responsáveis pela recolha, transporte, tratamento e rejeição das águas residuais.

 

 

 

Como é constituído um sistema de drenagem?

Um sistema de drenagem é constituído pelos seguintes equipamentos e instalações:

  • Rede de drenagem (rede de saneamento de águas residuais) – condutas
    (colectores ou canalizações), em regra instaladas na via pública, que recolhem e transportam as águas residuais, desde os prédios e indústrias até ao emissário ou
    até à estação elevatória. A rede de drenagem é classificada em:
    > Unitária - as águas residuais e pluviais são recolhidas nas mesmas condutas;
    > Separativa - as águas residuais e pluviais são recolhidas em condutas diferentes;
    > Pseudo-separativa - as águas residuais e pluviais são recolhidas em condutas diferentes, excepto em alguns locais quando não é possível ter duas condutas;
    > Mista - as águas residuais e pluviais são recolhidas em condutas diferentes numa parte da rede, e noutra parte da rede são recolhidas nas mesmas condutas;

  • Emissário (interceptor ou exutor) - conduta que transporta as águas residuais,
    desde a rede de drenagem até ao local de tratamento (ETAR ou fossa séptica), ou até outro emissário, e desde a ETAR até ao destino final, geralmente sem entradas de percurso;

  • Estação elevatória - instalação onde a água é bombada (elevada) para
    zonas situadas a altitudes superiores. Pode localizar-se na rede de drenagem
    ou num emissário;

  • Estação de tratamento de águas residuais (ETAR) e/ou fossa séptica (FS) -
    instalações onde a água é tratada antes de ser devolvida ao meio ambiente;

  • Ponto de descarga (ou ponto de rejeição) - local onde a água é devolvida ao
    meio ambiente.

 

Os sistemas de drenagem são classificados, de acordo com a sua constituição, em:

  • Sistema em baixa - é constituído apenas pela rede de drenagem.

  • Sistema em alta - é constituído pelos emissários, estações elevatórias e ETAR.

  • Sistema misto (em alta e em baixa) - é constituído pela rede de drenagem,
    emissários, estações elevatórias e ETAR.

 

NOTA: A rede de drenagem e o emissário podem ser constituídos por condutas gravíticas e elevatórias. Nas condutas gravíticas o escoamento das águas residuais ocorre graviticamente,
por acção da força de gravidade, dos locais mais altos para os locais mais baixos.
Nas condutas elevatórias o escoamento ocorre em pressão, por bombagem efectuada numa estação elevatória, dos locais mais baixos para os locais mais altos. Estas condutas não podem ter ligações a outras condutas durante o seu percurso, devido ao escoamento em pressão das águas residuais.

 

 

 

Quais são os sistemas de drenagem que existem no concelho?

No concelho de Torres Novas existe um sistema de drenagem que está dividido em
10 subsistemas, criados de acordo com o local onde as águas residuais são tratadas:

 

NOTA: Os habitantes da freguesia de Paço (Pousos, Soudos, Vargos e Vila do Paço) e da maioria das localidades da freguesia de Assentis (Bezelga de Baixo, Bezelga de Cima, Casal
da Fonte, Casal do Laranjeiro, Casal do Prior, Casal da Torre, Cruz de Pedra, Moreiras Grandes, Moreiras Pequenas, Outeiro Grande, Outeiro Pequeno, Pimenteiras, Serrada Nova, Vales de Baixo e Vales de Cima) não pertencem a nenhum subsistema de drenagem, nem está previsto que venham a pertencer, pelo que é provável que sejam criados outros subsistemas para estas localidades. Actualmente, as águas residuais são recolhidas e tratadas em fossas sépticas individuais, construídas simultaneamente com os prédios. Esta situação também acontece noutras localidades do concelho, cujos prédios ainda não estão ligados à rede de drenagem.

 

 

 

Quais são as bacias de drenagem que existem no concelho?

No concelho de Torres Novas existem duas bacias de drenagem, cujas linhas de água recebem as águas residuais tratadas pelas ETAR:

  • Rio Almonda (que desagua no rio Tejo);

  • Rio Nabão (que desagua no rio Zêzere).

 

NOTA: O subsistema de Fungalvaz é o único cuja bacia de drenagem pertence ao rio Nabão.

 

 

 

Quem é responsável pelos sistemas de drenagem do concelho?

Os sistemas de drenagem do concelho de Torres Novas são da responsabilidade da
Divisão de Águas e Saneamento da Câmara Municipal de Torres Novas.

 

 

 

Quantos habitantes são servidos pelos sistemas de drenagem?

Tendo como base os Censos 2001, no concelho de Torres Novas existem 22.942 habitantes (62%) servidos pelos sistemas de drenagem de águas residuais e, entre estes,
20.305 habitantes (55%) servidos com ETAR. A população que não é servida por uma ETAR descarrega as águas residuais em fossas sépticas, excepto em algumas zonas do concelho, nas quais residem cerca de 6% da população  (2.104 hab.), onde as águas residuais são recolhidas pelas redes de drenagem e descarregadas em ribeiras sem qualquer tipo de tratamento. Esta situação acontece porque ainda não existe um emissário ligado a uma ETAR e porque as habitações deixam de estar ligadas a fossas sépticas quando se ligam à rede de drenagem.

 

 

 

Qual a quantidade de águas residuais produzidas no concelho?

Em 2005, produziram-se cerca de 3.213.000 m3 de águas residuais:

  • Águas residuais domésticas – 1.365.000 m3 (3.740 m3/dia);

  • Águas residuais industriais – 1.848.000 m3 (5.063 m3/dia).

 

A quantidade de águas residuais tratadas nas ETAR em 2005 foi cerca de 3.014.170 m3,
o que corresponde a cerca de 94% das águas residuais produzidas:

  • Águas residuais domésticas (85% de tratamento) – 1.166.170 m3 (3.195 m3/dia);

  • Águas residuais industriais (100% de tratamento) – 1.848.000 m3 (5.063 m3/dia).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

cheap microsoft publisher 2013 buy microsoft windows server 2012 foundation buy microsoft outlook 2007 buy nik software efex pro 4 buy microsoft office 2013 buy apple motion 5 mac buy microsoft outlook 2010 buy sony sound forge pro 10 buy adobe photoshop cs6 mac buy autodesk autocad 2009 lt